quinta-feira, 28 de maio de 2015

Resenha: livro [manual prático de bons modos em livrarias], Lilian Dorea

 Olá pessoal, tudo bem? O livro da resenha de hoje é [manual prático de bons modos em livrarias],  escrito pela Lilian Dorea e publicado pela Editora Seoman em 2013.

manual prático de bons modos em livrarias, Lilian Dorea, livro, blog, resenha, comprar, trechos


 Depois de ler o tenso Uma praça em Antuérpia, tudo o que eu pensava era que necessitava urgentemente de um livro de piadas, para desopilar o fígado e dar muitas risadas. [manual prático de bons modos em livrarias] não é um livro de piadas, mas poderia ser, caso não fosse um livro de histórias reais, e foi muito bom conseguir lê-lo pouco depois de Uma praça em Antuérpia.

 Em 2011, a Lilian Dorea criou um blog chamado [manual prático de bons modos em livrarias], onde ela contava situações engraçadas que vivia na livraria onde trabalhava. O blog fez tanto sucesso que passou a receber relatos de outros livreiros do país. Em 2013, as histórias do manual se tornaram o livro que estou resenhando hoje. Como já conhecia e gostava bastante do blog, fiquei com muita vontade de ler o livro, finalmente consegui ele emprestado e valeu muito a pena poder lê-lo.

 O livro é dividido em partes, com um manual propriamente dito do que não fazer em uma livraria, lista de sites e endereços de livrarias interessantes do país, além das histórias reais e hilárias de situações e diálogos muito loucos que ocorreram em livrarias (essa é a melhor parte). E não são só os fregueses que cometem gafes, tem também uma parte destinada aos casos de livreiros que não estavam em seus melhores dias.

 Algumas situações são muito engraçadas, outras, menos; mas eu perdi a conta de quantas risadas eu dei ao longo da leitura. E não me contentei somente em ler em silêncio e rir, tive que ler em voz alta para os meus irmãos, como eles não são leitores tão viciados quanto eu, não conseguiam entender muito bem o que eu estava achando tão engraçado.

 Fotografei os trechos que mais me fizeram rir:

quote manual prático de bons modos em livrarias


trecho livro manual prático de bons modos em livrarias

 Mas nada superou essa da Clarice! Levei um tempão para conseguir ler em voz alta sem rir:


Clarice Lispector manual prático de bons modos em livrarias

 Postei mais uma foto lá no Instagram.

 O livro tem ilustrações do Diogo Machado, que complementam os textos, deixando tudo mais divertido. A capa é linda, as páginas são de um papel diferente (que eu não lembro o nome), branco e liso, a diagramação está ótima: margens, espaçamento e fonte de bom tamanho.

Capa manual prático de bons modos em livrarias
Livro manual prático de bons modos em livrarias

Lilian Dorea manual prático de bons modos em livrarias


 Detalhes: 232 páginas, ISBN-13: 9788598903712, Skoob. Onde comprar online: Submarino.

 [manual prático de bons modos em livrarias] é um livro que gostei muito e que recomendo, especialmente para quem é apaixonado por livros. O blog ainda existe, mas infelizmente não é mais atualizado, é legal poder acessá-lo e ler alguns casos, mas ter o livro em mãos e foleá-lo é ainda melhor.

 Por hoje é só, espero que vocês tenham gostado da resenha. Alguém aí já conhecia o Manual ou vivenciou uma situação engraçada em uma livraria? Eu não, porque nunca entrei em uma livraria :( .



Até o próximo post!

Me acompanhem nas redes sociais:
 twitterfacebook | G+SkoobGoodreadsBloglovin (receba os posts do blog no seu e-mail)| Instagram.

quarta-feira, 27 de maio de 2015

Resenha: livro "No Mundo da Luna", Carina Rissi

 Olá pessoal, tudo bem? O livro da resenha de hoje é No Mundo da Luna, escrito pela Carina Rissi e publicado pela Verus Editora em 2015.

Resenha, livro, No Mundo da Luna, Carina Rissi, capa

 Nem a capa, nem o título e nem a sinopse do livro tinham chamado minha atenção, mas aí, eu fui lendo resenhas sobre No Mundo da Luna em blogs que visito e fui ficando curiosa para conferir se a história era realmente boa como falavam e, principalmente, para saber se o Dante Montini era tudo isso mesmo que estavam dizendo (Não sabe quem é ele? Calma que eu explico.). Peguei o livro ontem só para dar uma olhadinha e não larguei até terminar, fui dormir super tarde (acordei atrasada hoje, mas não ia conseguir pensar em outra coisa até acabar de ler), mas terminei a leitura!

 O livro é narrado por Luna, uma jovem de vinte e quatro anos, formada recentemente em jornalismo e trabalhando como recepcionista na revista Fatos&Furos. Luna não queria ser recepcionista, queria ser jornalista! Mas foi o emprego que conseguiu. A revista andava em uma época de crise, alguns integrantes da equipe estavam saindo para revistas concorrentes, de forma que precisavam de alguém para a coluna do horóscopo semanal. Sem grana para contratar um novo jornalista, a coluna sobrou para Luna, não era o que ela queria, mas era melhor do que continuar anotando recados.

 Luna vinha de uma família cigana, mas nunca seguiu a tradição e nem acreditava em magia. Sendo assim, não tinha a menor ideia de como faria o horóscopo. Mas também, para ela não importava muito, horóscopo não era algo sério. Luna comprou um velho baralho, jogava as cartas e escrevia "qualquer coisa". Só que para os leitores da  Fatos&Furos, parecia ser algo importante. A coluna de Luna fez um grande sucesso e ela recebia uma enxurrada de e-mails de agradecimento, sempre dizendo que ela havia acertado em suas previsões.

 Será que o que ela escrevia realmente tinha algum sentido? Teria o poder de interferir no destino das pessoas? Nesse caso, ela teria culpa pelo que acontecia na vida de desconhecidos e até na de pessoas que amava? Essa foi uma reflexão que achei bem interessante no livro. Teve uma época da minha vida em que me preocupei muito com esse assunto, até chegar a conclusão de alguém até pode ser mais sensível ou observador e prever ou sentir o que vai acontecer, mas essa pessoa não é responsável nem foi ela que atraiu algo para a vida de alguém. Luna teve sérios problemas até chegar a alguma conclusão.

 Falando em problemas, ainda não falei sobre o tal Dante. Ele era o chefe de Luna, sete anos mais velho, admirado por estudantes de jornalismo por ser capaz de salvar publicações que pareciam estar condenadas, um gênio, um deus da comunicação. Mas não era bem assim que Luna passou a vê-lo após ser contratada. Dante vestia umas roupas muitos estranhas, num estilo geek/nerd, além de ser bem ranzinza.

 Por obra do destino, do acaso, ou como queira chamar, Luna e Dante acabaram se aproximando. E havia uma atração muito forte entre eles em alguns momentos. Luna não queria se envolver com o chefe, ainda mais ele sendo tão irritante as vezes. Ou seria melhor dizer que ela queria muito aquele velho-magrelo-descabelado, mas não assumia para si mesma? A relação dos dois me lembrou um pouco a relação da Katherine e do Joe, do livro É Agora... Ou Nunca (Amo esse livro demais!) da Marian Keyes (minha escritora favorita), em É Agora... Ou Nunca, os personagens também trabalhavam juntos e tinham uma relação de gato e rato, de idas e vindas. Finalmente matei minha curiosidade sobre o Dante ser ou não maravilhoso: achei que ele foi apaixonante e encantador em algumas partes da história, como quando ele ficou gripado e falando esquisito, foi muito fofo! Mas não chegou ao nível "Quero um desses para mim!"

 No Mundo da Luna é um livro grande, tem quase quinhentas páginas, de forma que seria muito difícil a história não ter seus altos e baixos e me agradar em todos os capítulos. Mas num geral, eu gostei bastante. Já quis muito ser jornalista, mas ter um blog foi o mais próximo que consegui chegar disso, de forma que gosto de livros com personagens que trabalhem nessa área. Ver o cotidiano de uma revista em crise foi bem legal.

 Foi o meu primeiro contato com a escrita da Carina Rissi, autora brasileira já bastante conhecida pelos livros PerdidaProcura-se um marido. Gostei bastante do estilo de escrita bem humorado de No Mundo da Luna, me rendeu boas risadas.

 Detalhes: 476 páginas, ISBN-13: 9788576863021, Skoob. Onde comprar online: Americanas.

 Essa foi uma resenha um pouco diferente das que costumo escrever, bem mais pessoal, pois foi um livro que li pra matar a minha curiosidade ou ela me mataria. Acabei não anotando nenhum trecho para citar. Mas espero que vocês tenham gostado. Quem aí já leu No Mundo da Luna ou outro livro da Carina Rissi?


Até o próximo post!

Me acompanhem nas redes sociais:
 twitterfacebook | G+SkoobGoodreadsBloglovin (receba os posts do blog no seu e-mail)| Instagram.

terça-feira, 26 de maio de 2015

Unboxing: antologias da Editora Illuminare + enquete

 Olá pessoal, tudo bem? Vocês provavelmente já ouviram falar da Editora Illuminare, ela tem um selo chamado Antologias Brasileiras que, como o próprio nome já diz, é voltado para a publicação de antologias (coletânea de contos, crônicas ou poesias) de autores nacionais. Recebi alguns livros desse selo e achei que seria interessante mostrá-los em detalhes para vocês, já que o selo Antologias Brasileiras é relativamente novo e tem seleções abertas para novos autores com frequência. Outro motivo que me fez querer fazer esse post, foi perceber o quanto a editora caprichou nos livros. Então, para quem quiser conhecer mais a Editora Illuminare ou saber qual é o resultado final do trabalho deles antes de se inscrever em uma antologia ou comprar um livro, é só conferir o post.

 * Para quem não sabe, unboxing "é um termo em inglês que se refere ao ato de desembalar novos produtos", e normalmente é feito em formato de vídeo, mas fiz em fotos mesmo, pois acho que dá para mostrar com mais detalhes para vocês.

Antologias Editora Illuminare
Marcadores das antologias Editora Illuminare

 Recebi 4 livros e 9 marcadores de páginas, os marcadores são super bem feitos. Cada livro veio embalado individualmente com plástico. Todos os 4 tem páginas amareladas, orelhas, boa diagramação (bom tamanho de letras, margens e espaçamento entre uma linha e outra), ilustrações, fontes diferentes para o título dos capítulos e são no formato 23 x 16cm, além de terem capas que achei bem bonitas.


 Eu, Você e o Natal é uma antologia de contos natalinos, organizada pelo autor Tony Ferr (130 páginas, Skoob) e traz histórias de autores já relativamente conhecidos.

 Sinopse: Uma coletânea composta por 8 contos de drama e romance. São 8 autores que juntos prepararam um livro repleto de mensagens e amor. Todas as histórias se passam em pleno natal. Aproveitei para conhecer cada uma dessas histórias, pois em cada página você descobrirá a magia deste grande dia.

Capa:
Eu, Você e o Natal
Contracapa:
Contracapa Eu, Você e o Natal
Nome dos autores:
Autores Eu, Você e o Natal
Orelha:
Livro Eu, Você e o Natal

Diagramação:
Diagramação Eu, Você e o Natal


 Clímax! Faça-me chegar lá! é uma antologia de 16 contos eróticos, organizada pela Rô Mierling (84 páginas, Skoob).

 Sinopse: Vem comigo. Vou abrir uma garrafa de vinho e vamos nos sentar em meu tapete, uma música talvez. 
 E juntos vamos descobrir novas taras, desejos, fetiches e fantasias proibidas.
 Permita-se experimentar um pouco daquilo que embriaga os seres humanos desde os tempos mais primitivos: o sexo em sua plenitude.
 Uma coletânea de contos eróticos, onde tudo é permitido. Ingredientes como sadomasoquismo, fantasias sexuais e até perversões estão acrescidos de muita imaginação e liberdade.
 Mas cuidado! Você pode ser seduzido por esses escritores e seus contos libertinos. E depois disso você nunca mais será o mesmo.

Clímax! Faça-me chegar lá!

Clímax! Faça-me chegar lá! - contracapa

Autores Clímax! Faça-me chegar lá!

Diagramação Clímax! Faça-me chegar lá!



 Vida & Verso é uma antologia de poesias, organizada pela Rô Mierling (100 páginas, Skoob). As imagens lindas de borboletas estão presentes na capa, contracapa e orelhas do livro.

 Sinopse: Uma coletânea de poesias em homenagem a vida.
 Diversos autores mostram em conjunto sua visão poética acerca do que a vida representa para cada um de nós.

Vida & Verso

Contracapa Vida & Verso

Autores Vida & Verso

Livro Vida & Verso

Diagramação Vida & Verso



 Eu me Ofereço! Um Tributo a Stephen King é uma antologia de contos de terror, organizada pela Rô Mierling (150 páginas, Skoob), com 27 contos. Percebi que a margem externa desse livro é um pouquinho menor do que a dos demais, mas a diferença é pequena e certamente não atrapalhará a leitura.

 Sinopse: Em certo momento você sente uma presença no quarto. Um arrepio na espinha. Uma sensação estranha de que não está só. Seus lábios ficam secos, assim como sua garganta. Suas mãos começam a suar ou mesmo esfriam. Você tenta escutar melhor, mas não ouve nada. Mas tem alguém ali com você. O medo chegou, e o terror não vai te deixar em paz, até que você chegue à última página.
 Um tributo a um mestre do terror. 
 Uma singela homenagem de escritores brasileiros a obra literária e ao talento de Stephen King. 
 Contos de terror que instigam sua imaginação e fazem você verificar duas vezes se a porta está trancada.

Eu me Ofereço! Um Tributo a Stephen King

Contracapa Eu me Ofereço! Um Tributo a Stephen King

Autores Eu me Ofereço! Um Tributo a Stephen King

Livro Eu me Ofereço! Um Tributo a Stephen King

Diagramação Eu me Ofereço! Um Tributo a Stephen King


 Eis que surgiu uma questão: qual dos livros eu leio primeiro? Preciso da ajuda de vocês, pois não consegui decidir ainda. Então, postem nos comentários o nome da antologia que vocês querem que eu leia e resenhe primeiro. No sábado anunciarei qual foi o mais votado, para ser a minha leitura da semana.

antologias, Editora, Illuminare

 Por hoje é só, espero que vocês tenham gostado do post (e me ajudem deixando o voto de vocês nos comentários). Quem aí já conhecia Editora Illuminare e suas antologias? Para quem quiser adquirir alguma delas, é só clicar aqui. E até o dia 30/05, a editora está com seleções abertas para novas antologias, é só conferir na fan page (onde estão rolando vários sorteios e promoções) ou no site para saber como enviar seus textos. Ah, as publicações da Editora Illuminare não ficam restritas ao Brasil, também vão para outros países, como a Argentina.


Até o próximo post!

Me acompanhem nas redes sociais:
 twitterfacebook | G+SkoobGoodreadsBloglovin (receba os posts do blog no seu e-mail)| Instagram.

segunda-feira, 25 de maio de 2015

Resenha: livro "Diário de estrada", Ramon Santos

 Olá pessoal, tudo bem? O livro da resenha de hoje é Diário de estrada, escrito pelo Ramon Santos e publicado em 2014 de forma independente.

Resenha, livro, Diário de estrada, Ramon Santos

 "Mas o simples fato de haver uma mínima possibilidade de poder preencher todo aquele vazio começara a me inquietar." (página 33)

 Depois de ler "On the road - pé na estrada" do Jack Kerouac"Ghost Rider: A estrada da cura" do Neil Peart (ambos já resenhados no blog), fiquei com muita vontade de ler um livro sobre viagens pelo Brasil. Apesar de ter pesquisado um pouco, de ter perguntado para outros leitores, não encontrava nada no estilo que procurava. Até que conheci o livro do Ramon Santos, e tive a oportunidade de lê-lo em e-book.

 Ramon Santos tinha dezessete anos quando decidiu largar tudo e cair na estrada, ele não se sentia feliz vendo o rumo que sua vida tomava e quis viver uma aventura, vontade comum a muitos jovens, mas o Ramon não ficou só na vontade e foi em busca do que queria.

 "Finalmente tinha a sensação de permanecer a um lugar, assim como cada rocha, folhas, ou qualquer mínimo que seja grão de terra, eu estava ali, eu estava vivo ali. Eu apenas existia." (página 135)

 Diário de estrada é o resultado dos relatos de  mais de um ano em que ele esteve viajando pelo sul do país. Do litoral ao interior, passando por praias e montanhas, cidades pequenas e grandes; enfrentado dias de sol, de chuva, de frio ou calor; algumas vezes sozinho, outras acompanhado por pessoas iguais ou muito diferentes dele; trabalhando em áreas que nunca imaginou que trabalharia, para poder conseguir algum dinheiro para se manter; comendo o que encontrava no caminho ou o que conseguia comprar e cozinhar. Até numa aldeia indígena ele foi parar!

 Mas, o mais bacana de Diário de estrada, além de ser uma história real, é que nos faz refletir sobre aquelas pessoas que, muitas vezes, são invisíveis para nós: os andarilhos e moradores de rua. Algumas vezes, podemos ser preconceituosos com eles, e não termos noção de quantas boas histórias alguns deles teriam para nos contar, quantas coisas interessantes estariam escondidas atrás de roupas velhas, cabelos desgrenhados e barba por fazer.

 "Três semanas aprendendo a ver nos olhos das pessoas o medo e o receio daquela triste realidade, que apenas olham, mas jamais enxergam além do que seus olhos se dispõem a ver." (página 105)

 "No momento eu me julgava um exímio pescador. E como todo ser humano, demasiado humano, julgava que minhas habilidades de pesca me salvariam a qualquer momento e em qualquer lugar. Eu era tolo! Ingênuo, ao pensar que um rio seguiria meu caminho invés de seu curso natural." (página 51)

 Nem tudo foram flores para o Ramon em sua jornada, além de ter que lidar com os próprios sentimentos e inquietações, ele teve que enfrentar muitos perrengues e se deparou com pessoas nada legais em seu caminho. Mas houveram as pessoas boas, que viram além das aparências, que ajudaram o garoto aventureiro. E ele contou com uma boa dose de coragem e de sorte também, para sobreviver aos riscos da viagem e conseguir encontrar essas pessoas boas que lhe deram carona, emprego, comida, um teto para dormir quando sua barraca não era o suficiente ou  que simplesmente lhe ofereceram atenção e companhia.

 "Afinal, sempre é bom ver que a estrada que andamos, não é de total deserto, e que não a trilhamos sozinhos." (página 181)

 Ao terminar a leitura, assim como após ler "On the road" e "Ghost Rider", surgiu em mim aquela vontadezinha de também me aventurar, de conhecer lugares novos; acho que esse é um bom indicador de qualidade para livros do tipo.

 "Qualquer pessoa em sã consciência estaria preocupada em como retornar ao lar, porém eu apenas estava me preocupando em como registrar tudo que estava vivendo e sentindo." (página 55)

 O Ramon publicou o livro dele de forma independente, mas creio que se tivessem uma boa edição e revisão oferecidos por uma editora, suas aventuras, seu crescimento como pessoa, suas dores e seus amores teriam um potencial gigantesco para encantar um grande número de leitores.

 Detalhes: 201 páginas, perfil do autor no Facebbok. Onde comprar online e ler um trecho: Clube de autores.

 "Quem sabe a grandeza do ser humano está na quantidade de vidas que ele leva durante uma só." (página 101)

 Por hoje é só, espero que vocês tenham gostado da resenha. Alguém aí já conhecia o Ramon, seu livro e suas aventuras? Gostam de obras do tipo?

Até o próximo post!

Me acompanhem nas redes sociais:
 twitterfacebook | G+SkoobGoodreadsBloglovin (receba os posts do blog no seu e-mail)| Instagram.

sábado, 23 de maio de 2015

Promoção de Dia dos Namorados da Editora Illuminare


 O Dia dos Namorados está chegando, por isso, a Editora Illuminare, juntamente com blogs amigos, montou uma super promoção para presentar seus leitores. Um sortudo vai ganhar um super kit, contendo: 1 exemplar do livro "Clímax! Faça-me chegar lá" (contos eróticos), 1 exemplar do livro "Eu, você e o amor" (contos românticos), 1 caixa de bombons Ferrero Rocher (em formato de coração), um chaveiro e 10 marcadores de páginas.

 Para participar, basta fazer login no formulário do Rafflecopter abaixo e cumprir as 3 primeiras regras, que são obrigatórias, após isso, aparecerão as entradas opcionais, que podem aumentar suas chances de ser o sorteado.

a Rafflecopter giveaway
 As inscrições vão até o dia 17/06/2015, o sorteio será feito no dia 18. O resultado será divulgado em nossas redes sociais e nesse mesmo post. O envio do prêmio será feito pela Editora Illuminare, que entrará em contato com o sorteado através do e-mail fornecido no formulário, para pegar o endereço para envio (caso o sorteado não responda em até uma semana, o sorteio será refeito e um novo vencedor será sorteado). Alguma dúvida?

 Boa sorte!

 Ah,  se você ganhar, vai aproveitar o prêmio sozinho ou dividir com alguém?

sexta-feira, 22 de maio de 2015

Resenha: livro "Maior que Tudo", A. J. Ventura

 Olá pessoal, tudo bem? O livro da resenha de hoje é Maior que Tudo, escrito pela A. J. Ventura e publicado em e-book na Amazon.

Resenha, livro, Maior que Tudo, A. J. Ventura, ebook

 Narrado em terceira pessoa, o livro conta a história de Anna, uma brasileira que, aos 26 anos, morava em Nova York, dividia um apartamento com sua melhor amiga, quase uma irmã, Pat. As duas eram professoras em um curso de idiomas, além de darem aulas particulares.

 Anna gostava muito de ir ao teatro, numa dessas idas, ela conheceu Joel e ficou encantada por ele. Mas ela não se achava o tipo de mulher por quem um homem tão bonito se interessaria. Anna sempre esteve acima do peso, por isso, teve poucos relacionamentos, de forma que ainda era virgem.

 Por obra do destino, Joel e ela voltaram a se encontrar e, para surpresa e felicidade de Anna, Joel havia sim ficado muito interessado por ela, tanto que propôs um acordo: ele seria o seu primeiro homem e lhe ensinaria tudo sobre sexo, mas desde que ela não esperasse que a relação dos dois se transformasse em um namoro ou que houvesse um sentimento mais forte entre eles. Joel era muito misterioso, um advogado que vivia viajando.

 Se era isso que ele tinha para oferecer, Anna aceitou, mas ela já estava apaixonada por Joel. E é entre as idas e vindas do casal que a história se desenrola, com Anna tentando descobrir por qual motivo Joel não quer um relacionamento com ela: ele teria vergonha de seu peso, seria casado ou, quem sabe, um criminoso?

 "Não poderia ser mais irônico. Um homem que Anna adoraria prender pelo estômago teria que cozinhar, para que ela não passasse fome." (página 73)

 Quando a autora entrou em contato comigo, perguntando se eu gostaria de ler e resenhar Maior que Tudo, a ideia que eu tinha do livro era bem diferente do que ele realmente é. Pela capa coloridinha, eu espera um chick-lit bem leve, mas a história é mais que isso.

 Uma mistura de chick-lit com romance erótico, Maior que Tudo é uma história divertida, bem construída e uma boa leitura, que me surpreendeu ao fugir do clichê: o segredo de Joel, a justificativa para as ações dele, foi algo que eu não poderia prever, o que fez com que eu gostasse mais dos personagens e admirasse a criatividade da autora. Acho que se mais pistas sobre esse segredo tivessem sido dadas ao longo da trama, se houvesse um foco maior no personagem Joel, já que a narração era em terceira pessoa, a história poderia ter ficado ainda mais interessante e eu não teria ficado tão desconfiada sobre ele, mas teria me apaixonado pelo Joel bem antes do final, onde me vi super conectada aos personagens.

 "Sem problemas, sem notícias do mundo e sem influências externas, qualquer relacionamento pareceria perfeito, mas ela sabia que não havia tal coisa e que dentro do mundo real, o que eles tinham não podia ser chamado de relacionamento, muito menos considerado perfeito." (página 79)

 Algumas vezes, fico com um pé atrás quando um autor nacional decide ambientar sua história em Nova York, mas no caso da  A. J. Ventura, o resultado foi muito bom, ela construiu um bom cenário para a trama.

 "- Mas Anna, isso tudo faz parte de qualquer relacionamento. Você tem que fazer sua parte e esperar que ele esteja na mesma página que você. Que queira o que você quer. A gente só entra em um relacionamento sem bagagem nenhuma, uma vez. Depois disso, a gente sempre carrega os fracassos, acertos, erros e mágoas do passado. Você não sabe o que ele tem de bagagem, o que ele já passou. Vocês precisam se conhecer melhor. Combinar, ser bom na cama é ótimo, mas infelizmente não é tudo. Vocês precisam saber se combinam fora dela também." (página 96)

 Maior que Tudo é o primeiro livro da série In love in NY, o segundo vai contar a história da melhor amiga da Anna, a Pat, e se chamará Mais Forte que Tudo. O lançamento de  Mais Forte que Tudo na Amazon está previsto para amanhã! E a queria A. J. Ventura fez uma coisa super legal: colocou Maior que Tudo para ser baixado gratuitamente até amanhã!!! E eu super recomendo que vocês baixem, é só clicar aqui. Dá para ler no computador, no celular ou no tablet, é só baixar o aplicativo de Leitura Kindle gratuitamente, lá na Amazon explica tudo direitinho.

 Detalhes: 286 páginas, página no Facebook, Skoob. Onde comprar online: e-book na Amazon.

 Por hoje é só, espero que vocês tenham gostado da resenha. Alguém aí já conhecia o livro? Baixem, leiam e depois me contem se gostaram.

Até o próximo post!

Me acompanhem nas redes sociais:
 twitterfacebook | G+SkoobGoodreadsBloglovin (receba os posts do blog no seu e-mail)| Instagram.

quinta-feira, 21 de maio de 2015

Conheça o lançamento da Editora Butterfly: O mundo encantado das cores

 Olá pessoal, tudo bem? No post de hoje, venho mostrar uma super novidade para vocês: O mundo encantado das cores, o novo livro de colorir da Editora Butterfly, parceira do blog.

O mundo encantado das cores, livro, livro de colorir, comprar


O mundo encantado das cores, livro, livro de colorir, sinopse
 Sinopse: O mundo encantado das cores traz para você a oportunidade de redescobrir o prazer de imaginar e criar.
São diversas imagens com temas variados: animais, flores, mandalas, borboletas, pessoas, objetos e figuras abstratas.
Com essas imagens, selecionadas com muito carinho e impressas em papel de alta qualidade, você poderá fazer lindos quadros ou até mesmo presentear com uma de suas pinturas quem você ama.
E cada imagem é acompanhada de um pensamento, para você refletir enquanto colore.
Escolha suas cores preferidas e descubra um mundo de possibilidades.
Seja bem-vindo ao mundo das cores!


 O lançamento está previsto para o dia  29 de maio de 2015, mas a pré-venda já começou na loja da editora. Para comprar O mundo encantado das cores (com desconto), é só clicar aqui.

 Ficha técnica: ISBN: 978-85-68674-02-4, 96 páginas, formato: 25x25 cm, acabamento: Brochura. Skoob. Conheça o site da editora: www.editorabutterfly.com.br.


 Gostaram da novidade? Acho muito legal essa febre de livros de colorir, antes dela, quando é que víamos um adulto colorindo? Isso era considerado coisa de criança pela nossa sociedade estressada. E se colorir vai diminuir o stress das pessoas, então, vamos colorir!

 Até o próximo post!

Me acompanhem nas redes sociais:
 twitterfacebook | G+SkoobGoodreadsBloglovin (receba os posts do blog no seu e-mail)| Instagram.